Marketing

10 dicas para colocar sua empresa nas redes sociais

media-998990_1920

Criar uma fanpage de sucesso não é tão fácil quanto parece. Não basta apenas acessar uma rede social qualquer e estruturar a página naquele ambiente digital. Confira aqui as estratégias para fazer sua empresa decolar nas mídias sociais

Por Rodrigo Loureiro

Para se manter relevante é necessário aparecer. E, atualmente, um dos principais locais em que isso pode ser feito são nas redes sociais. É por isso que páginas de empresas nascem a cada dia no Facebook, Instagram e companhia, fazendo com que negócios das mais variadas áreas lutem para garantir um lugar ao sol – ou nos murais – dos internautas. Ocorre que, diante dessa massa de informações, o desafio atual deixou de ser construir uma página. É preciso ir além e fazê-la crescer. Mas quem trabalha com isso garante: não existe fórmula mágica para conquistar e engajar um número alto de seguidores. O ideal é sair do lugar comum para obter excelentes resultados.

“É fundamental para as empresas de qualquer segmento marcar presença nas redes sociais. Só que, antes de tudo, é preciso fazer um planejamento cuidadoso e ter consciência de onde se quer chegar”, diz Mattheus Rocha, sócio da agência Fizzy, especializada em marketing digital.

Para começo de conversa, é preciso pensar em quais mídias investir de acordo com a área de atuação, já que apenas uma delas é obrigatória para todos: o Facebook. Com uma média de oito em cada dez brasileiros conectados à mídia social mais famosa do mundo, segundo relatório elaborado pela consultoria E-Marketer, não há como discordar que o site criado por Mark Zuckerberg é onde se deve apostar na hora de criar uma fanpage empresarial. Nem todas as fichas, entretanto, devem ser depositadas em um único ambiente.

Para Fábio Alberici, sócio da Comunicare Consultoria de Comunicação, o empreendedor deve ter em mente quem é seu público-alvo e onde ele está conectado. “Se o negócio em que você atua é focado na venda exclusiva de produtos ou serviços para outras empresas, talvez seja melhor voltar as atenções para uma rede social como o LinkedIn”, exemplifica.

Basicamente, quem está começando a se aventurar no “social media marketing” deve respeitar as características da própria empresa para se conectar ao lugar certo. “Caso o ramo do empreendedor seja voltado para assuntos como moda, gastronomia ou produtos que tenham apelo visual, é importante pensar em redes que exploram esse recurso, como o Instagram”, completa Alberici.

Com tudo isso em mente, confira dicas preciosas para construir do zero sua presença em mídias sociais e atingir bons resultados. Lembre-se: não existe uma fórmula certeira, mas seguir os parâmetros básicos indicados pelos especialistas significa meio caminho andado para chegar lá.

1. Planeje-se
Em primeiro lugar, a inserção digital deve ser feita com muito planejamento. “Sem isso, você corre o risco de queimar a marca, deixando a página sem atualizações ou não respondendo às pessoas que comentarem ali”, recomenda Patrícia Andrade, que desenvolveu projetos de mídias sociais para clientes como Sony e o clube de futebol italiano AC Milan.

2. Conheça seu cliente
Identificar a idade, renda, sexo e outros fatores do público-alvo é a dica do jornalista e especialista em marketing Mattheus Rocha. “É preciso estudar o comportamento do público-alvo, identificar quais sites de redes sociais ele usa e, principalmente, manter as páginas atualizadas, interativas e focadas na linguagem que ele entende.”

3. A melhor rede para você
Vender areia no deserto não é a melhor ideia. Publicar textos em redes que priorizam fotos também não. Acertar na escolha da mídia social é vital para a fanpage sobreviver. Para Rocha, o mais importante a ser ressaltado é que cada site alcança pessoas diferentes e de formas distintas. “O Facebook é a maior rede social do mundo e continua atraindo mais atenção, porém Twitter, YouTube, Instagram e Pinterest já conquistaram espaço, além de outras redes que aparecem como tendência, como Snapchat e Vine”, explica.

4. Comunique-se corretamente
Imagens, fotos e vídeos são ótimos para atrair atenção, bem como textos criativos e relevantes. “A estrutura das postagens deve acompanhar os formatos de cada rede”, lembra Laíze Damasceno. Diretora da Angorá Comunicação e especializada em comunicação corporativa, Laíze salienta que os avanços da tecnologia devem ser observados pelos gestores. “Os costumes são moldados de acordo com as melhorias e com as transformações tecnológicas que as redes empregam. Hoje, é comum encontrar vídeos curtos no Facebook e textos mais longos no Instagram, por exemplo.”

5. Produza conteúdo relevante
As redes sociais não foram criadas para venda. Por isso, a melhor forma de atuar nelas é nutrir os seguidores com conteúdo que faça a diferença. “A venda do produto ou serviço deve ser uma consequência”, explica Wagner Sanchez, conselheiro da Associação Comercial de São Paulo. Pense sempre em conteúdos que tenham ligação com seu negócio.

6. Tudo legal
“A regra de deter os direitos de imagens e textos de qualquer publicação é válida para todas as empresas”, alerta o publicitário Diogo Bueno. Além disso, a dica do profissional para negócios de pequeno e médio porte é apostar em bancos de imagens. Se a empresa tiver mais recursos, o ideal é produzir o próprio conteúdo. Assim, evita-se usar uma foto que já pode ter sido utilizada até por um concorrente.

7. Organização e periodicidade
Segundo a administradora Cynthia Akao, as postagens devem ser realizadas diariamente. “O ideal é que sejam feitas duas ou três publicações por dia.” A jornalista Patrícia Ladeira concorda com o número e dá outra dica importante, dessa vez referente ao horário. “Como o volume de dados em uma rede social é grande, uma postagem pode se perder. Por isso, o ideal no início é postar de manhã, de tarde e de noite.”

8. Serviço de atendimento ao seguidor
A rede social é um ponto de contato com o consumidor, da mesma forma que um SAC ou balcão de loja. “A política de atendimento deve estar estruturada e apta a oferecer soluções rápidas e eficientes, o que pode inclusive se tornar um diferencial competitivo na briga com a concorrência”, explica Diogo Bueno. O publicitário ainda afirma que o consumidor se sente mais seguro quando acessa o perfil da página e percebe que a empresa está presente para lidar com diferentes problemas ou solicitações de seus seguidores.

9. Invista, se quiser
“Investir em publicidade nas redes sociais, tal como impulsionar postagens no Facebook, vale a pena, mas apenas se o público-alvo estiver definido para uma segmentação bem afinada”, recomenda Fábio Alberici, sócio da consultoria Comunicare.

10. Atenção às tendências
Todos os especialistas indicam ficar bem atento ao mercado. Isso significa ficar de olho nas mudanças das redes sociais, na popularização de serviços disponíveis (como o WhatsApp), e nos acontecimentos do cotidiano que podem levar o gestor a criar uma publicação com uma boa sacada e que renda, além de likes e compartilhamentos, uma lembrança da marca de sua empresa quando o assunto for comentado.

Comente