Opinião

A hora da entrega

entrega ecommerce

Estratégias de transporte são um problema ou diferencial? Tudo depende da atitude do seu e-commerce. Saiba como se planejar

*Por Carlos Pavanelli

O custo dos transportes pesa nas contas de uma loja virtual. Mas algumas atitudes e cuidados podem transformar esse desafio em um diferencial para e-commerces. A logística é um dos principais gargalos que empresários precisam enfrentar no Brasil. O processo de entrega no comércio eletrônico exige mais do transportador, que muitas vezes não está devidamente preparado. O varejista, por sua vez, precisa compreender as dificuldades do processo para escolher o melhor prestador de serviços para as entregas. Alguns pontos importantes a serem considerado na hora de escolher a transportadora incluem:

• CEP’s atendidos pelo transportador nas regiões por ele apresentadas

• Prazos praticados

• Estrutura de T.I.

• Experiência no processo de entregas para e-commerce

• Referências no transporte dos produtos da loja e tipos de embalagem com outros clientes

• Capacidade operacional para escoar o volume ofertado de entregas

• Estrutura de filiais

• Gestão de terceiros

• Diagramação de Rotas

É importante perceber o grau de dificuldade no atendimento direto ao consumidor final, considerando o custo-benefício da entrega, levando em conta distâncias, volume, peso, tipo de produto, prazo, entre outras variáveis. Estas particularidades podem inviabilizar a entrega do ponto de vista financeiro. Vale lembrar que a venda online tem um alto índice de devolução de pedidos, seja por motivo de atraso, avaria ou por desistência do cliente. Esse tipo de situação também entra na lista de preocupações logísticas.

Quando falamos em gestão de transportes, sistemas auxiliares são necessários. Principalmente no e-commerce, já que o volume de pedidos não costuma ser baixo. Um sistema TMS (Transport Management System) que cuida do dia-a-dia da operação, é capaz de fazer auditoria de faturas, gerenciar ocorrências e revelar dados importantes para estratégias de entrega. A solução pode ser integrada a outras, como ERP (Enterprise Resource Planning) ou plataforma de comércio eletrônico. Com o monitoramento do processo por meio dessas ferramentas fica mais fácil cumprir os prazos de entrega com o seu cliente. Entenda completamente o processo de transporte e tenha uma equipe preparada nesta área.

Não deixe de se juntar ao prestador de serviço para analisar os problemas e propor soluções. Isso é essencial para uma gestão efetiva e saudável das operações de transporte. Não só em períodos de pico como em datas comemorativas, como ao logo de todo o ano.

* Carlos Pavanelli é diretor da Data Logística, empresa prestadora de serviços de consultoria em gestão de transportes e logística. Oferece serviços como seleção de fornecedores, tecnologia e treinamento de equipe. 

Publicado originalmente na edição 166 (de maio) da Revista W. Todos os direitos Reservados.

Comente