Startup

Quando uma startup deve procurar investimento Série A

desk-office-workspace-collaboration

De acordo com Alex Barbirato, CEO da incube, primeira venture builder brasileira, o ano de 2016 não será muito bom para as empresas que buscam investimentos Série A, que está na faixa de US$ 2 a 10 milhões nos EUA e um pouco menos aqui no Brasil. “Com a crise brasileira e a perspectiva ruim para os mercados emergentes, em geral não há muito dinheiro sobrando. Por outro lado, a desvalorização do real tornou muitos negócios atrativos para o investidor estrangeiro. No final das contas, tudo depende do setor, da execução, da competência e do poder de persuasão dos fundadores”, afirma Barbirato.

Uma startup que busca um investimento Série A já passou pelas fases de Angel e Seed e não tem mais aquele time composto basicamente pelos fundadores. Precisa ser operacional, estar faturando e, acima de tudo, ter bem definido o produto e quais são seus usuários e clientes. O objetivo da Série A é validar o modelo de negócios e expandi-lo geograficamente. Ao contrário das fases anteriores, essa rodada é quase que exclusivamente responsabilidade dos fundos de Venture Capital (VC).

Para buscar um investimento Série A, Barbirato lista quatro dicas que podem ajudar os empreendedores a ter sucesso na captação em 2016:

1. Os fundadores precisam estabelecer relações com os fundos de investimento para serem bem sucedidos na captação. Para tal, vale tudo: networking dos fundadores, anjos e outros investidores, participação em feiras e congressos que tenham por objetivo aproximar startups e VCs, cold calls (ligações ou e-mails direto para os VCs), entre outros.

2. Os fundadores devem estar com o elevator pitch muito bem ensaiado e prontos para ouvir nove “nãos” para cada “talvez”. É importante lembrar sempre que basta um “sim” para que o objetivo seja atingido.

3. É fundamental pesquisar os fundos e selecionar apenas aqueles que investem no segmento da startup, analisando seus investimentos anteriores e qual o perfil das startups de seus portfólios. O CrunchBase é uma fonte valiosa de informações, nesse momento.

4. O processo todo de captação pode demorar seis meses, logo é importante fazer um planejamento para que o dinheiro não acabe no meio do caminho. Negociar em uma situação de pressão financeira é sempre ruim e desvantajoso.

Comente