Retrospectiva

Fiscalização da banda larga

Anatel determina novas regras para contratos de banda larga no País

Quem contratava um serviço de banda larga em qualquer lugar do País era obrigado a aceitar uma cláusula no contrato com a operadora: a de que a empresa garantia apenas 10% da velocidade contratada. Para controlar mais o setor e garantir uma conexão mais rápida ao consumidor, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu definir novas leis para o setor.

A partir de novembro de 2012, as empresas de banda larga fixa no Brasil ficaram obrigadas a oferecer, no mínimo, 60% da velocidade combinada em contrato. Pela lei, essa velocidade mínima deverá ser aumentada anualmente, chegando a 80% em 2014.

Tem quem diga que esses esforços do governo vêm para sanar gargalos tecnológicos até a chegada da Copa do Mundo e das Olimpíadas no Brasil. O governo estima que o evento movimentará 3,7 milhões de turistas brasileiros e estrangeiros.

Notícia publicada na edição 149 da Revista W, em janeiro de 2012. Para ver o que mais rolou nessa edição acesse o nosso site!

Comente