Empregos

O segredo da felicidade no trabalho é desenvolver bem seus talentos

talento trabalho

Pesquisa revela que pessoas que desenvolvem suas habilidades e fazem o que gostam são mais produtivas

Por Conversion para Revista W*

Fazer aquilo que você gosta, de acordo com atividades que comprovem seu talento te deixa mais feliz. A afirmação vem do teste denominado “Descubra a fonte de seus pontos fortes”, desenvolvido pelos pesquisadores norte-americanos Marcus Buckinghan e Donald O. Clifton.

Baseados em pesquisas feitas pelo Instituto Gallup, com mais de duas milhões de pessoas em todo o mundo, os pesquisadores afirmam que o erro da maioria das corporações está em gastar muito dinheiro e tempo para tentar corrigir fraquezas dos colaboradores.

Segundo o estudo, pessoas que desenvolvem seu talento e fazem aquilo que mais gostam dão menos trabalho em entregar tarefas, cumprir regras e aceitar normas. Além disso, alguns outros fatores deixam os funcionários mais felizes. Ter como pagar todas as contas no mês, por exemplo, pode livrar pessoas da depressão, síndrome do pânico e outros males neurológicos. Ter um bom programa financeiro, organizado e de acordo com o padrão de vida que você escolheu também atrai a felicidade para perto de você.

De acordo com o filósofo Eduardo Giannetti, autor do livro “Felicidade”, a satisfação está em não se desapontar entre aquilo que você deseja e o que se pode ter. Já no quesito talento não adianta, por exemplo, você ser o goleiro quando gostaria de estar na posição de atacante. Em complemento, não adianta gastar mais tempo que o necessário para executar as tarefas a que se propôs (ou que lhe foram impostas).

Para descobrir seus talentos

Escolher o que te faz feliz profissionalmente permeia dois objetivos: encontrar a satisfação plena e ser reconhecido. Logo, se você quer fazer de tudo, fica um sem foco para encontrar o que lhe agrada de fato. Não adianta, por exemplo, gostar de escrever e arrumar um emprego em que você até produz textos, mas sobre assuntos que deteste. O mesmo serve para alguém que se dê em perfeita harmonia com números e estatísticas e tenha que escrever. Além de ser um tormento acordar pela manhã para trabalhar, a felicidade nunca chegará em sua vida profissional.

A ideia é escolher a dedo todos os pontos fortes de seu talento. Não adianta gostar mais ou menos. Tem que se empenhar em entender de qual atividade pode vir a tal felicidade. Claro que pagar as contas é um fator importante. Mas não pode ser só isso. Se você está atrapalhado financeiramente e isso lhe tira o sono e você não consegue resolver isso, a história do programa financeiro pode ser a salvação.

Além disso, com o estudo “Descubra a fonte de seus pontos fortes”, Buckingham e Clifton descobriram que muitas empresas não valorizam ou ao menos dão pouca atenção aos talentos de seus colaboradores. Em contrapartida, os resultados do teste também revelaram que os colaboradores deixam os pontos fracos para trás ao usarem as energias para melhorar aquilo que fazem melhor. E este é o segredo, segundo os dois, para ter competitividade, produtividade e felicidade.

* A Conversion é especialista em SEO e marketing de conteúdo com foco em resultados.

• Leia as principais notícias de tecnologia

• Entrevistas com os principais especialistas da web

• A opinião sobre os assuntos do momento na internet

Comente