Apps, Software & Hardware

Oito resoluções para melhorar sua segurança virtual

security-protection-anti-virus-software-cms

Kaspersky Lab sugere comportamentos a serem adotados em 2016 para manter uma vida digital mais protegida

A virada do ano representa um recomeço, uma chance de retomar coisas que estavam paradas ou planejar novas metas para os meses seguintes. Ao levar em conta os inúmeros casos de espionagem virtual nos últimos tempos e outros perigos online que afetam o cotidiano do internauta, os especialistas da Kaspersky Lab relacionaram oito comportamentos a serem adotados em 2016 para tornar a vida digital muito mais segura.

Confira abaixo as oito resoluções sugeridas pelo GReAT (Global Research & Analysis Team):

Codifique seus dados

Tenha uma navegação segurança para proteger suas transações online. Use um software específico para criptografar os dados enviados pela internet. O ícone em forma de “cadeado” que aparece na barra do navegador indica que suas informações serão codificadas entre o navegador e o site que está sendo acessado. Confira a presença do cadeado antes de enviar suas informações pessoais ou financeiras. Outra recomendação é utilizar uma rede virtual privada, também conhecidas como VPN, ao acessar uma Wi-Fi pública. Isso protegerá a comunicação de espiões. A regra básica é, se você tem um computador conectado à internet, habilite a VPN antes de fazer qualquer pesquisa ou transação.

Mantenha suas senhas privadas

Use senhas seguras em seu laptop e no acesso ao cartão de crédito e Internet Banking. Seja criativo: pense em uma frase especial e forme uma senha com a primeira letra de cada palavra. Substitua palavras ou letras por números ou caracteres especiais. Por exemplo, “Não quero ir dormir” pode ser convertido em Nqi@2. Sequencias fortes devem ter pelo menos 16 caracteres; o ideal seria 24. Outra dica é não começar as senhas com dígitos. Além disso, é recomendável usar um gerenciador de senhas para criar uma senha única para cada site. Dessa forma, não será necessário lembrar de tudo, já que o programa fará isso para você.

Não compartilhe suas informações pessoais nas redes sociais

Se você faz das redes sociais um livro aberto sobre sua vida pessoal, saiba que pessoas mal-intencionadas podem utilizar as informações que você posta para tentar adivinhar sua senha, por meio das perguntas-lembretes na opção “esqueci minha senha” e ter acesso às suas contas online e Internet Banking. Avalie a possibilidade de limitar a visualização dos seus perfis apenas para seus amigos. E nunca publique seu nome completo, números de documentos, endereço, telefone ou dados de contas em sites públicos.

Use um software de segurança

Instale um software antimalware eficiente em todos os seus dispositivos e habilite a atualização em tempo real. Proteja-se ainda instalando todos os pacotes de atualização do sistema operacional e dos software instalados, isso ajudará a evitar que seus computador, celular ou tablete seja invadido ou infectado.

Não se deixe enganar por e-mails de phishing

Desconfie de todos os links contidos em mensagens de e-mail, mesmo que tenha sido enviada por pessoas de confiança. E fique atento às mensagens  que incentive você a executar uma ação específica. Os criminosos usam métodos de engenharia social para nos “seduzir” a fazer algo que parece atraente. Ao abrir um link malicioso, você pode expor o sistema a um vírus ou a um software espião que captura senhas e outras informações. Lembre-se de que você pode ligar para a pessoa ou a instituição financeira que supostamente enviou o email para conferir sua autenticidade.

Use o WiFi de forma inteligente

Antes de enviar informações pessoais do laptop ou smartphone por uma rede sem fio pública, certifique-se de que ela esteja protegida, identificando o cadeado ao lado da barra de navegação. Na dúvida, use uma rede virtual privada (VPN), assim todas as informações transmitidas por ela estarão seguras.

Faça cópias de segurança dos seus dados

Os golpes online do tipo ransomware usam uma criptografia avançadas, que não pode ser quebrada, para impedir a vítima de acessar seus dados pessoais. Depois, o criminoso exige o pagamento de um resgate para liberar os arquivos. Se a pessoa tem uma cópia de segurança (backup), as consequências não são tão graves, sendo possível reinstalar o sistema operacional utilizando o backup mais recente.

Veja as solicitações de acesso dos aplicativos e tome decisões inteligentes

No mundo digital, se um serviço é gratuito, você é o produto comercializado. Muitos serviços e apps gratuitos coletam informações pessoais detalhadas que serão usadas na comercialização de publicidade personalizada para cada perfil de usuário. Da próxima vez que você baixar um aplicativo “gratuito”, verifique as permissões e as informações solicitadas por ele e decida se o aplicativo realmente merece receber esses privilégios.

Comente