Blog

Para dados gigantes

logo google ft img

Google está testando um chip Power em servidor para grandes volumes de dados

Nesta semana, o Google mostrou o seu primeiro servidor baseador no processador Power8, durante uma conferências de tecnologia da IBM em Las Vegas. A empresa é uma das fundadoras do projeto da IBM para desenvolver a arquitetura do seu chip Power para uso e novos tipos de servidores.

google-power8-motherboard-590x330

Até então, a gigante das pesquisas ainda não tinha confirmado publicamente que estava envolvida em um projeto de hardware baseado em Power chip. O engenheiro do Google, Gordon Mackean, publicou uma foto da placa-mães do servidor Power8 do Google no Google+.

O projeto ainda está em fase de testes e por enquanto o Power ainda está longe de ser aplicado nos servidores do data center da empresa por enquanto. Mackean disse que a nova plataforma é essencial para medições de desempenho e otimizações contínuas, além de integrar e testar os avanços já em curso, nos estudos do OpenPower.

O funcionamento dos chips Power foi demonstrado em servidores Unix da IBM, mas com a baixa de vendas desses sistemas, a empresa teve que ampliar o uso da arquitetura. Com o licenciamento do Power8, a IBM espera convencer outras empresas a adotar chips e servidores Power para uso em diversos equipamentos.

A tecnologia é concorrente dos chips Zeon x86, da Intel, que dominam o mercado atual, e também os processadores de 64 bit da ARM, que já estão chegando aos servidores.

Via iMasters com informações de Computerworld

Leia as notícias de tecnologia do dia

Baixe o material de apoio e coloque os tutoriais em prática

Acompanhe entrevistas sobre tecnologia e empreendedorismo

Comente