E-commerce

Drible a queda nas vendas do e-commerce no verão

money-card-business-credit-card-pay-shopping-1

Especialista em comércio eletrônico indica maneiras de continuar vendendo bem no período

Pode parecer que todo mundo ama o verão, mas para quem não está na praia, passeando ou de férias, a estação tem alguns empecilhos. As lojistas virtuais, mais especificamente, são muito afetadas, pois as vendas costumam cair de forma considerável nesse período. De acordo com Adriano Caetano, especialista  em comércio eletrônico e diretor da Loja Integrada – plataforma de loja virtual –, janeiro é um dos piores meses para o comércio na internet, com quedas de até 50% no movimento.

Férias, menos tempo no computador, contração de gastos após o fim de ano são alguns dos motivos. É possível, no entanto, melhorar o quadro. Caetano mostra as estratégias usadas por lojas virtuais bem-sucedidas nesse período.

Redes Sociais – Muitas empresas têm restrição de uso às redes sociais no horário de trabalho, então é nas férias que as pessoas aproveitam para acessar. Fazer promoções e divulgar os produtos na rede social é uma forma de incentivar o consumo durante o período.

Na palma da mão – O tempo no computador pode mudar, mas o de celular continua intacto ou até aumenta. Deixe sua loja bem bonita para quem acessa mobile, venda pelo WhatsApp.

Venda Verão – Se tudo que se pensa é no verão, venda verão. Coloque em destaque produtos típicos da estação e as tendências da temporada.

Descontos – Assim como no varejo offline, o período é de promoções. Aproveite para liquidar aqueles produtos que não tiveram saída no Natal.

Arrume a casa – Se as vendas continuam fracas, utilize o mês para se preparar para o ano. Arrume sua loja, otimize o estoque e faça o planejamento para faturar melhor em 2016. Se já fez isso, e a loja continua parada, aproveite para descansar também e retomar fevereiro com força total.

Comente