Design E-commerce

10 grandes tendências para o design de logotipos em 2016

Screenshot_4

Um logo bem feito pode ser o essencial para entrar com o pé direito no mercado, independentemente do setor de atuação 

Ao construir uma marca não há nada mais importante do que o seu logo – e ninguém quer parecer datado. O que significa mais experimentações com as tendências do momento, o ressurgimento de estilos clássico e algumas surpresas ao longo do caminho. Por isso, a 99Design, o maior marketplace de design gráfico do mundo, separou as tendências de design de logotipo para o ano de 2016, confira:

Paletas de cores dinâmicas

O rebrand de 2015 do Google foi um tiro ouvido por todo mundo na indústria de design. De forma notável eles solidificaram o esquema de cores em uma paleta dinâmica e funcional. Design dinâmico não é necessariamente uma novidade. Mas uma vez que o Google é uma das marcas mais identificadas mundo a fora, não será uma surpresa ver as paletas de cores dinâmicas saturarem ainda mais o mainstream em 2016.

Autenticidade

Logotipos Vintage ou old-school provavelmente vão identificar cafés e pequenas empresas em um futuro próximo. Mas como manter essa tendência no longo prazo? 2016 será o ano do refinamento, minimalismo, equilíbrio e simplicidade. Designers vão dar mais um passo na direção da nostalgia, imitando uma época em que as ferramentas criativas eram limitadas. Prepare-se para ver logotipos inspirados por letreiros pintados a mão, fabricantes que enfatizem autenticidade através de um estilo artesanal e designs simples e despojados.

Mix & Match (misture e combine) 

Uma tendência que ainda vamos ver de forma sofisticada ou progressiva é a mistura e combinação de fontes. Embora esta prática tenha sido bem exercida por Paul Rand em sua época, só agora a técnica está começando a ressurgir, indicando que os designers estão encontrando novas maneiras criativas de utilizar este estilo – sem que o resultado lembre uma carta enviada por sequestradores. O Mix & Match pode conversar com muitos conceitos, incluindo o lúdico, a ideia de reutilização de materiais ou (como o usado no restaurante italiano que usamos de exemplo) a inteligente representação de um caldeirão cultural.

Minimalismo 

O design plano poderia ser considerado um truque velho. No entanto, ainda existem designers por aí usando-o de novas formas. Tomemos como exemplo Richards Partners, que criou este projeto baseado na forma de um cartão SD. Ao se apropriar do formato e achatá-lo em uma única cópia de cor, ele foi capaz de criar algo entre o abstrato e o reconhecível. O resultado é atraente e faz você pensar por um segundo. Em 2016 os designers vão continuar pressionando e experimentando a definição de design plano.

Fundo com textura

A ocorrência mais recente no design de logotipo/identidade é o uso de texturas fotográficas. Um desdobramento do design dinâmico, esta nova tendência transforma um logotipo minimalista ao usar um conjunto atraente e facilmente mutável de texturas dando um acabamento elegante.

Consciência de escala

Os tamanhos contrastantes das fontes na logomarca acima, desenvolvida para a Orquestra Filarmónica de Helsínquia, cria uma escala visual grande que corresponde à escala física de uma orquestra. Esta noção de escala é algo mais recente e como mais designers  estão utilizando este princípio em termos de marca podemos esperar mais logos que conectem a escala visual do design e a escala social ou física do cliente.

Novos parâmetros tipográficos

Técnica que já foi familiar para Paul Rand e é  estranha aos designers hoje é a rotação tipográfica, que está ressurgindo. O logotipo “Olá Ruby” usa esta técnica de uma forma brincalhona, mas profissional. Mais logos como estes estão por vir!

Geometria

Geometria sempre foi um fio condutor ao longo da história design. Dito isso, nos anos mais recentes ela tem emergido de forma inovadora. Ideal para boutiques mais modernas, a tendência do design geométrico emana uma “frieza” contemporânea que é ao mesmo tempo criativo, mínima e sofisticado.

Wordmarks

O wordmark é um formato de logotipo atemporal. É um pacote autônomo que por natureza faz o que a maioria dos logos dinâmicos ou dos conjuntos de logos faz; carrega com ele a linguagem visual do cliente onde quer que ele seja colocado. Com o design se movimentando em direção digital-first sem dúvida vamos ver ainda mais wordmarks em 2016. Menos perturbador do que estilos mais ilustrativos, estes tipos de logotipos combinam facilmente em sites, aplicativos e conjuntos dinâmicos – bem como oferecem uma melhor escalabilidade do que projetos mais complexos.

Arte linear 

Cervejarias, cafés e outros locais frequentados pelos hipsters e moderninhos estão enlouquecendo pela tendência da arte de linha (também conhecido como monoline ou Line Art). Tomando como referência a decoração e os emblemas do passado e a iconografia, este novo estilo enfatiza linhas simples e suas espessuras de uma forma maravilhosamente minimalista.

2 Comentários

Comente