Geral

Hackathon promove desenvolvimento de apps

coding-924920_1280

Campinas recebe nos dias 5 e 6 de março um Hackathon – maratona de programação – com o objetivo de criar projetos de softwares e soluções tecnológicas para a Administração Pública e os cidadãos. O evento será promovido pela IMA – Informática Municípios Associados, Prefeitura Municipal de Campinas e Sensedia, empresa especialista em APIs. Quem curte programação e quiser participar da maratona poderá usar a base de dados relacionados à Prefeitura de Campinas para criar aplicativos e soluções tecnológicas úteis para a população.

O evento tem início no dia 5, às 8h, na sede do IMA, à Rua Bernardo de Sousa Campos, 42 – Praça Dom Barreto – Ponte Preta. Serão 48 pessoas selecionadas, a serem divididas em 12 equipes, e cada time será composto por três desenvolvedores e um designer. “Os participantes terão apoio do time técnico e de pessoas da área de negócios”, conta Kleber Bacili, CEO da Sensedia.

Como participar

Se você gosta de programar e quer participar da maratona da IMA, acesse o site e faça sua pré-inscrição. Os critérios de seleção incluirão conhecimento de diferentes tecnologias e histórico profissional. Você poderá, também, colocar links para seu portfólio, apps e outros trabalhos realizados.

Serão 24 horas de programação, já que o evento se encerra somente no dia 6, a partir das 9 horas, com a demonstração dos apps. Uma banca composta por cinco pessoas irá selecionar e premiar os criadores dos melhores aplicativos.

“Os participantes poderão utilizar informações municipais relevantes para o desenvolvimento dos apps. Os dados serão disponibilizados antes do início do evento, acompanhados de documentações que os contextualizem e detalhem”, ressalta o coordenador de sistemas na IMA, Fábio Luiz.

Segundo Fábio Rosato, gerente de consultoria da Sensedia e responsável pelo projeto, o foco do hackathon é a criação de uma rede colaborativa de usuários que poderão contribuir para uma cidade mais inteligente. “Campinas tem um ambiente propício à inovação e tem tudo para ser posicionada como uma cidade digital. E quanto mais usuários estiverem conectados, melhor será a eficiência da rede”, conta.

Assim como no hackathon da ONG Transparência Brasil, realizado pela Sensedia em 2014, um dos objetivos deste projeto é incentivar a inovação aberta, trazendo soluções mais criativas para a população a partir de dados da Prefeitura Municipal.

Comente